quarta-feira, 8 de maio de 2013

As 5 piores contratações de Alex Ferguson no Manchester United

Entre erros e acertos, o escocês está há mais de 25 anos nos cargos de treinador e dirigente


Em seus muitos anos no Old Trafford, Sir Alex Ferguson assinou ótimos contratos, fez bons negócios, ganhou muitos títulos e revelou grandes jogadores. Mas como nem tudo são flores, veja quais foram as 5 piores contratações do clube inglês:
5º- Diego Forlán
O uruguaio, que hoje defende o Internacional de Porto Alegre, assinou com o Manchester United para reforçar o ataque dos Red Devils. O único problema foi que seu primeiro gol saiu apenas 27 jogos depois de sua estreia.
Sua má fase no United rendeu apelidos da torcida e uma diminuição significativa do seu passe. O jogador foi vendido para o clube espanhol Villarreal por menos de 7 milhões ( cerca de R$ 18 milhões de reais). Lá, Forlán ganhou títulos de melhor jogador.
4º - Sebastian Verón
O argentino foi comprado da Lazio por 28 milhões de euros ( R$ 73 milhões de reais). A mudança de campeonato, do Italiano para o Inglês, fez com que o meio-campista perdesse suas maiores habilidades.
Verón não conseguia se adaptar à velocidade e intensidade dos inglêses na disputa de bola, o que fazia com que o jogador não conseguisse dominar a bola brilhantemente, como fazia na Lazio.
Alex Ferguson acreditava no jogador, mas o argentino foi vendido ao Chelsea por metade do preço que foi pago para a Lazio.
3º- Jordi Cruyff
Jordi era um ótimo jogador, fazia partidas boas pela equipe e tinha seus momentos de gênio com a bola. Foi comprado aos 22 anos do Barcelona e era uma grande promessa para o time inglês.
O grande problema é que o jogador fez apenas 45 jogos noa 4 anos que ficou no elenco do United. Sua inconstância de plano de jogo atrapalhou, e muito, sua carreira em Old Trafford.
2º-  Kleberson  
Não poderia faltar um brasileiro na lista de piores contratados por Alex Ferguson.  O atual técnico e campeão do Penta, Luiz Felipe Scolari, certa vez disse que Kleberson, era o motor do time vitorioso da Copa do Mundo de 2002.
Tendo essa declaração como base, a equipe inglesa correu atrás e desembolsou “apenas”  6,5 milhões de euros ( R$ 16 milhões de reais).  O que parecia um grande negócio se provou um verdadeiro “negócio da China”.
O brasileiro se machucou em sua segunda partida com a camisa do Manchester e, em toda a sua estadia em Old Trafford, fez apenas 20 jogos oficiais. Caso bem parecido com o de Jordi e Verón, o jogador não conseguiu se adaptar ao ritmo de jogo inglês.
1º- Djemba Djemba
O jogador camaronês “arrancou” dos cofres ingleses 3,5 milhões de euros ( R$ 9 milhões de reais). Seu time anterior, Nantes, o liberou para servir o meio-campo do United, no lugar de Roy Keane. Mas a verdade é que, na Premier League, Eric Djemba-Djemba fracassou.
O camaronês conseguiu fazer com que a torcida clamasse por Roy Keane novamente e foi vendido para o Aston Villa .

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...