quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Gremistas gravam vídeo de rachadura no Beira-Rio; Inter nega danos estruturais

Torcedores do Grêmio gravaram um vídeo durante o Gre-Nal 393, no último domingo, registrando uma rachadura e um tremor em um dos setores do Beira-Rio. As imagens que mostram a oscilação de uma parede do estádio geraram um frenesi na internet. De acordo com o Internacional, o movimento é normal e está previsto em laudos técnicos que autorizam a utilização do local.

GREMISTAS REGISTRAM TREMOR E RACHADURA DO BEIRA-RIO NO GRE-NAL

O vídeo tem pouco mais de 30 segundos e inicia focando em uma parede branca, com uma fissura de ponta a ponta. O espaço se mexe ao mesmo tempo em que a massa canta e pula. Para o Inter, o fato nada interfere na estrutura da arquibancada superior. E sequer impede a presença de torcedores no local, que fica pouco antes da entrada na arquibancada superior.
“A imagem mostra o encontro de uma parede de alvenaria, uma parede de tijolos, com uma viga de concreto. Ela está vibrando pelo movimento do estádio. Sem a arquibancada inferior isso mudou um pouco, a vibração mudou. Mas temos laudos que nos dão liberdade para usar a arquibancada superior. Não tem comprometimento de segurança. Não é nada estrutural”, disse ao UOL Esporte a diretora de patrimônio do Internacional, Diana Oliveira. "Dentro das condições dali, é algo normal", completou.
No clássico do final de semana, o Beira-Rio recebeu 10.617 torcedores. Mesmo com apenas o anel superior, o Internacional obteve liberação da Brigada Militar para acomodar até mais de 18 mil pessoas. O número de gremistas no clássico, inclusive, gerou uma celeuma durante a semana que antecedeu o jogo.
Inicialmente, o Inter havia determinado que apenas 750 ingressos seriam destinados ao Grêmio. A cúpula azul reclamou, se reuniu com o arquirrival e conseguiu mais 250 bilhetes.

Gina Indelicada e o colorado



sábado, 25 de agosto de 2012

Ariovaldo

                                                                Enviado por Dima

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

terça-feira, 14 de agosto de 2012

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Grêmio inicia trabalho de transferência de relíquias do Olímpico para a Arena

Executado por restauradores, esforço inclui a mudança da calçada da fama para o novo estádio


Grêmio inicia trabalho de transferência de relíquias do Olímpico para a Arena Lucas Uebel/Gremio.net
Empresa especializada em restauração prepara transferência de relíquias do Olímpico para a Arena 
A transição do Olímpico para a Arena já começou. Ao menos para as relíquias do Grêmio. Há dois anos, o clube contratou uma empresa especializada em restauração para recuperar o acervo do Memorial Hermínio Bittencourt. Agora, os mesmos profissionais tratam de preparar outros símbolos expostos no Olímpico para que também possam ser vistos na nova casa do clube.

É o caso do quadro em homenagem aos Jogos Mundiais Universitários (Universíades), que teve o Olímpico como sede em 1963. Exposta no portão 3 do estádio, a peça começou a ser desmontada na terça-feira. Todos os azulejos do painel serão restaurados antes da transferência para a Arena.

Na próxima semana, um processo ainda mais delicado começará: a transferência das 42 peças que atualmente formam a Calçada da Fama no Olímpico.

— É um grande desafio. Só sendo louco para aceitar — brinca a restauradora Alice Prati, uma das profissionais envolvidas no trabalho.

A transferência de cada uma das placas que carregam pegadas de atletas históricos do Grêmio será como a retirada de um gramado: o piso da calçada será cuidadosamente cortado em 42 leivas com 50 centímetros de espessura. Após, cada peça será emoldurada em granito e transferida para a calçada que será montada no novo estádio.

— Na Arena, a calçada da fama terá um projeto paisagístico especial, com iluminação própria, em formato de semicírculo. Será posicionada estrategicamente para que o público possa contemplar esse legado no novo estádio — conta Alice.

Acervo do Memorial Hermínio Bittencourt em restauração:- 3000 troféus
- 12 quadros
- Acervo de documentos históricos, como o primeiro livro de atas do clube

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Jardel põe os pés na Calçada da Fama e brinca: "Deveria colocar a testa"

Um dos heróis da conquista da Libertadores de 1995 foi homenageado pelo Grêmio


Jardel põe os pés na Calçada da Fama e brinca: "Deveria colocar a testa" Divulgação, Grêmio/
Ex-jogador exaltou companheiros ao receber honraria do Grêmio
— Ao invés dos pés, deveria colocar a minha testa.

Foi essa frase que Jardel proferiu logo após ser eternizado na Calçada da Fama do Estádio Olímpico. Os pés que agora estão gravados em um pedaço de cimento e expostos na casa gremista foram responsáveis por vários de seus gols, mas a eficiência no jogo aéreo é mesmo a marca registrada de um dos heróis da conquista da Copa Libertadores de 1995.

Na manhã desta quinta-feira, o cearense que tantas vezes usou a testa para dar alegrias aos tricolores foi ao Estádio Olímpico acompanhado de mulher e filho para receber a homenagem do Grêmio.

— É uma honra muito grande. Queria agradecer à presidência do Grêmio, aos torcedores e a todos que me ajudaram a chegar até aqui. Sem a participação dos meus companheiros, isto não seria possível. Nada no mundo se ganha sozinho — afirmou o ex-jogador.

O nome de Jardel já havia sido aprovado para entrar na Calçada da Fama na inauguração da galeria, em 1996. Com as andanças de Jardel pelo mundo, porém, não apareceu uma oportunidade até agora para que ele finalmente fosse eternizado na coleção de ídolos tricolores. O Grêmio aproveitou sua passagem por Porto Alegre para fazer um curso de treinador e convidou-o a receber a honraria.

Jardel foi artilheiro do Grêmio na Libertadores de 1995, formando uma parceria marcante com Paulo Nunes no ataque. No ano seguinte, transferiu-se ao Porto, mas nunca deixou de ser valorizado pela torcida gremista. A galeria de ídolos presente na Calçada da Fama do Olímpico será transferida para a Arena quando o Grêmio inaugurar sua nova casa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...