terça-feira, 26 de julho de 2011

Ex campeão de NADA

Enviado por Marcio Martins


















Projeto do novo letreiro que será colocado no Chinela Rio após a perda da Copa Audi!!!

O Inter não é mais o campeão de tudo!!!

Mistão B do Barcelona manda Interzinho disputar o terceirão





















      Se na decisão do Mundial de Clubes de 2006 o Internacional levou a melhor (1 a 0), desta vez o Barcelona, com uma formação mista, deu o troco na equipe colorada: o time catalão venceu os gaúchos por 4 a 2 nos pênaltis, depois de empate por 2 a 2 no tempo normal, nesta terça-feira, na Allianz Arena, e avançou para a final da Copa Audi, torneio amistoso realizado em Munique.
Thiago Alcântara, no primeiro tempo, e Jonathan dos Santos, no segundo, marcaram para o Barcelona, que não teve em campo nomes como Piqué, Puyol, Daniel Alves, Xavi e Messi. O Inter melhorou na etapa final e teve força para buscar a igualdade duas vezes, gols de Nei e Leandro Damião. Nos pênaltis, porém, o próprio camisa 9, além do garoto Zé Mário, desperdiçaram suas cobranças. Muriel até defendeu chute de Jéffren, mas não foi suficiente.
Mesmo sem vários de seus destaques, o Barcelona conseguiu impor no primeiro tempo o futebol que o consagrou na última temporada europeia - terminou a etapa com 70% de posse de bola. Ao Inter, restou se segurar e apostar em contra-ataques.
O domínio do time catalão não demorou para se refletir no placar. Aos 13min, Iniesta cobrou falta ensaiada, Keita desviou e Thiago Alcântara, filho do tetracampeão mundial Mazinho, só teve o trabalho de desviar de Muriel. Três minutos depois, Afellay acertou belo chute, mas a bola foi na trave.
O Barcelona manteve o domínio do jogo e só não ampliou a vantagem porque o goleiro colorado apareceu bem quando exigido. Do outro lado do campo, um chute de longe de Andrezinho e uma falta cobrada por D'Alessandro, ambos para fora, foram as melhores chances do representante brasileiro.
O panorama mudou no segundo tempo. O técnico Josep Guardiola promoveu sete alterações no intervalo e viu o Inter voltar melhor, pressionando no ataque. Logo no primeiro minuto, Leandro Damião pegou sobra e chutou para defesa de Pinto. Aos 10min, o atacante tentou driblar o goleiro após lançamento e a bola ficou com Nei, que chutou no canto para empatar.
O gol animou o Inter. Dois minutos depois, Andrezinho tentou cruzar, errou o chute e quase surpreendeu Pinto. Aos 17min, porém, uma desatenção de Kleber frustrou a reação colorada. O lateral foi o único a não acompanhar a linha de impedimento da defesa e deixou Jonathan dos Santos em condição para receber livre e chutar sem chances para Muriel.
A partir daí, Guardiola usou as alterações que lhe restaram - os onze que saíram jogando não terminaram a partida, enquanto o interino Osmar Loss também mexeu no Inter. Mas quem apareceu foi Leandro Damião. Até então com dificuldades para ter chances, o jovem atacante primeiro quase marcou de cobertura - Abidal salvou em cima da linha - pouco antes de subir mais que a defesa azul-grená e decretar de cabeça a igualdade aos 39min.
Nas penalidades, Villa, Jonathan dos Santos, Carmona e Armando converteram para os catalães. Muriel defendeu a quarta cobrança, de Jéffren. Do lado do Inter, Kleber e João Paulo marcaram, mas Leandro Damião e Zé Mário chutaram longe do gol, lembrando a eliminação da Seleção na Copa América. Na final da Copa Audi, quarta-feira, o Barcelona pega o vencedor de Bayern de Munique x Milan, que duelam nesta tarde. Já o Inter, também amanhã, encara o perdedor da outra semi.

Miss Brasil 2011 é gaúcha e gremista

domingo, 24 de julho de 2011

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Inter não vai mais a Copa AUDI, vai o time de A$$iS

É nisso que dá ser um time desconhecido no mundo, no ingresso da Copa Audi colocaram o nome do time do A$$iS ao invés do SCI... que mico mundial (FIFA)

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Novo técnico do Inter

Cristina Ranzolin comenta como é ser o chefe da família

img
A mulher exerce um papel cada vez mais forte na sociedade atual. Dentro deste contexto, após a demissão de Falcão do cargo de técnico do Internacional, batemos um papo com a apresentadora Cristina Ranzolin para saber como é ser a única assalariada do lar.

Cristina é casada com Falcão há 10 anos, mas nunca passou por esta situação.

- Ele sempre esteve empregado na Rede Globo. Agora vai ficar em casa cuidando das crianças - disse Ranzolin.

Perguntamos para a Cris se ela não acha que pode ser ruim para a relação o homem ser o dono-de-casa

- Não concordo. Acho que é possível a mulher comandar o lar. Assim ele vai ter tempo pra fazer as coisas que ele gosta, como jogar tênis, por exemplo.

Fonte: O bairrista

terça-feira, 19 de julho de 2011

Pênatli de calcanhar

Falcão e Cristina

A chinelagem é grande

Enviado por Iliandro Fischer

Essa foi a maior chinelagem que já vi em toda a minha vida. Na "grandiosa sala de troféus colorado" 
A libertadores de 1995 do imortal está raspada??? Nada pode ser maior!!! Nada poderá apagar a história... Que vacilo hen, co-irmão?


Unha da Sorte

 
Parece que nem a "unha da sorte" do torcedor colorado metrosexual dá mais jeito...

sábado, 16 de julho de 2011

Inter sem tempo e dinheiro

Falcão indicou reforços, como Breno, e agora torce pela chegada deles<br /><b>Crédito: </b> pedro revillion / cp memória

Dirigentes admitem carências do time e buscam investidores para tentar contratações até o fim da janela de transferências

O Santos repatriou Ibson da Rússia, o São Paulo trouxe o meia Cícero e volante Denílson, o Flamengo está prestes a confirmar a volta do centroavante André da Ucrânia e o Palmeiras tirou Henrique do Barcelona. Aproveitando os últimos dias da janela de transferências internacionais, os maiores clubes do Brasil estão reforçando-se para o Brasileirão, enquanto o Inter observa o mercado, debate-se na busca por recursos e enxerga o tempo esvair-se.

Vontade para contratar não falta. Nem convicção de que o grupo a serviço de Paulo Roberto Falcão no Brasileirão é carente em algumas posições. O problema é que o presidente Giovanni Luigi herdou o clube numa situação financeira delicadíssima. Em resumo, não há dinheiro para grandes contratações.

O balancete divulgado pelo clube em seu site na quinta-feira cristaliza a situação. Ele apresenta um resultado operacional negativo de R$ 21,8 milhões nos primeiros seis meses do ano. "Não vamos trazer jogadores somente para dar uma satisfação à torcida. Se contratarmos alguém, será para jogar", despista Luigi.

Ele e o vice de futebol Roberto Siegmann devem reunir-se hoje. A ideia é elaborar uma estratégia - que passa pela busca de "parceiros investidores" - para tentar alguma contratação até quarta-feira, último dia para a inscrição na CBF de jogadores que estão fora do Brasil. "O clube não suporta falta de responsabilidade. Temos carências, mas contratar por contratar não é a nossa forma de administrar", confirma Siegmann.

As opções são escassas diante da falta de recursos. O zagueiro Breno, do Bayern de Munique, chegou a interessar, mas os 4,5 milhões de euros que o clube alemão pediu para liberá-lo praticamente inviabilizam a contratação. Além disso, acredita-se que a contratação de um segundo atacante rápido e com facilidade de definição das jogadas seja mais importante. Porém, a prioridade do momento é, sem dúvida, manter os salários em dia.

Nem Fossati recebeu em dia

O Inter tenta tratar de seus problemas internamente. Giovanni Luigi nunca explicita os problemas financeiros do clube, nem quando forçado a isso. Prefere tratá-los de forma a não prejudicar a imagem do Inter. "Temos os mesmos problemas que a maioria dos clubes brasileiros", desconversa. Mas há muitos anos o Inter não vê seus cofres tão raspados e uma fila tão grande de cobradores. Nem o técnico Jorge Fossati, demitido por Vitorio Piffero durante a Libertadores do ano passado, recebeu os valores referentes a sua rescisão. O treinador esteve em Porto Alegre há duas semanas, conversou com Luigi e voltou para casa sem ver a cor do dinheiro. O Inter deve mais de R$ 1 milhão a Fossati, valor que deveria ter sido pago em parcelas durante o ano passado. E não foi.

Mensagem revive velha polêmica da final da Copa do Brasil de 2009

Site do Corinthians ironiza Inter (Foto: Divulgação/ Site Oficial do Corinthians)  
 (Foto: Divulgação/ Site Oficial do Corinthians)

Em seu site oficial, o Corinthians relembrou uma velha polêmica para ironizar o Internacional, após a vitória sobre o clube gaúcho, por 1 a 0, nesta quinta-feira, no estádio do Pacaembu.
Na página inicial do site oficial do Timão, há uma foto de Willian disputando uma bola com D'Alessandro e no alto da foto, a mensagem: "Mais um pro DVD".
O DVD ao qual o Corinthians se refere foi o que o então vice-presidente de futebol do Internacional, Fernando Carvalho, apresentou antes da decisão da Copa do Brasil de 2009, entre Corinthians e Inter, nomeado como "Dossiê". Nele, o dirigente reuniu uma série de lances da competição em que, segundo ele, havia imagens claras de favorecimento da arbitragem ao Alvinegro.
Na época, o cartola colorado chegou mesmo a questionar o mérito do Timão em ser finalista da competição, na qual se sagrou campeão.
- Se não fossem esses erros que o beneficiaram, não acredito que o Corinthians estivesse nessa situação que está (finalista da Copa do Brasil) - declarou, em 2009.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...