terça-feira, 29 de setembro de 2015

Em dois meses de Flu, Ronaldinho pouco fez e 'custou' mais de R$ 500 mil por drible


Com a rescisão de contrato anunciada na noite desta segunda-feira, a apagada passagem de Ronaldinho Gaúcho pelo Fluminense durou muito menos tempo do que o esperado e custou mais caro do que o previsto. Em dois meses desde a sua estreia, o jogador de 35 anos participou de apenas nove partidas, ficou 554 minutos em campo e teve números fracos com a camisa dez tricolor.

Segundo as estatísticas da "Footstats", Ronaldinho acertou apenas três dribles, dos quatro que tentou neste período. Considerando que ele recebia cerca de R$ 800 mil mensais e fazendo as contas somando os salários de agosto de setembro, cada drible certo do meia-atacante "custou" a bagatela de R$ 533 mil.

Para se ter uma ideia, a média de Ronaldinho foi de 0,3 drible certo por jogo, enquanto o líder deste quesito no Campeonato Brasileiro, o atacante Emerson Sheik, do Flamengo, tem média de 1,3.

A divisão hipotética dos valores ilustra bem as atuações discretas de Ronaldinho no Flu. Nestes nove jogos (sete pelo Brasileirão e dois pela Copa do Brasil), ele não marcou nenhum gol e não deu nenhuma assistência. Outros números confirmam o desempenho ruim, ainda mais comparando com o salário recebido e a expectativa criada sobre o craque veterano.

Foram apenas sete lançamentos certos e 13 errados, três cruzamentos certos e 11 errados, quatro finalizações certas e cinco erradas, seis faltas recebidas, nove cometidas e seis desarmes.

Ronaldinho Gaúcho tinha contrato com o Fluminense até o fim de 2016. Em um projeto arquitetado pelo departamento de marketing em conjunto com a cúpula de futebol, o meia-atacante recebia R$ 800 mil por mês, sendo R$ 600 mil fixos e R$ 200 mil referentes a vendas de camisas e outros produtos do clube, como os pacotes de sócio-torcedor. O patrocinadores do clube, como Frescatto e Voxx, arcavam com 50% dos vencimentos fixos do jogador.


Confira os números de Ronaldinho Gaúcho no Fluminense:


*fonte: Footstats

Jogos disputados: 9 (7 pelo Brasileirão e 2 pela Copa do Brasil)

Minutos em campo: 554

Dribles certos: 3
Dribles errados: 1

Lançamentos certos: 7
Lançamentos errados: 13

Cruzamentos certos: 3
Cruzamentos errados: 1

Finalizações certas: 4
Finalizações erradas: 5
Faltas recebidas: 6
Faltas cometidas: 9

Desarmes: 6

Fonte: ESPN

Mapa do Facebook: Grêmio lidera em 96% do RS e se "espalha" por SC e PR


Dentro de campo, a equipe de Roger Machado faz da Arena sua fortaleza e é quase imbatível ao despachar os adversários - tem apenas uma derrota em 13 jogos em casa até aqui. Nas redes sociais, os gremistas tomam o desempenho do time como exemplo e fazem o clube ser o líder em 96,7% dos municípios do Rio Grande do Sul no Mapa das Curtidas dos Times do Brasil.

Número maciço, que torna o Grêmio o terceiro colocado no ranking geral. O mapa não é uma pesquisa de torcida - e sim um retrato de curtidas de cada equipe na rede social.
O Tricolor é a equipe mais curtida em 481 dos 497 municípios gaúchos. Também assume a ponta em outros 163 cidades de Santa Catarina e Paraná, para um total de 644 localidades em todo o Brasil. A diferença para o primeiro e o segundo colocados, porém, é grande. O líder, Flamengo, é o mais curtido em 2.639 municípios brasileiros, e o Corinthians, vice-líder, em 1.489.

O Grêmio apresenta curtidas em 5.554 dos 5.561 (99,8%) dos municípios brasileiros e é o líder no quesito em 544 deles (11,6%). Os gremistas ocupam a segunda colocação no número de "likes" em 55 municípios (1%), são terceiros em 44 (0,8%) e quartos em 39 (0,7%).

Apesar da vantagem maciça no Rio Grande do Sul, o Grêmio é derrotado pelo maior rival, Inter, na capital gaúcha. Em Porto Alegre, o Colorado apresenta 41,25 das curtidas, contra 38,8% do Tricolor. O terceiro colorado é o Corinthians, com 3,2%.
O município que angaria mais curtidas gremistas, em termos de porcentagem, é Quinze de Novembro. A cidade de 3.803 habitantes, na região Noroeste do Rio Grande do Sul, apresenta 48% de preferência ao Grêmio na rede social. Todas as 50 cidades com mais curtidas dos gremistas estão situadas no RS.
Além de apresentar a maioria em seu estado, o Tricolor também tem bom desempenho em Santa Catarina e no Oeste do Paraná, regiões com grande concentração de gaúchos. O clube vai bem ainda em alguns pontos do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.
Os dados não podem ser considerados como pesquisa porque não têm base científica: não têm estratificação por idade, classe, gênero ou outros itens que poderiam configurar a representação de uma população. Além disso, no Facebook, um mesmo torcedor, por exemplo, pode curtir mais de um time (a frequência, porém, é pequena). Até por isso, os dados do mapa são amplos. O Brasil tem 96 milhões de pessoas no Facebook, quase metade da população do país. Desses, mais de 50 milhões curtem páginas oficiais de clubes. 
Para desenhar o mapa principal, foram consultados estatísticos, matemáticos e feita uma comparação entre curtidas e a população de cada município. Mas, além dele, há também o "mapa de calor" das curtidas de cada time - de acordo com seus percentuais por município. Neste mapa, a cor fica mais ou menos intensa de acordo com o número de curtidas. 


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Os 10 maiores vexames dos grandes brasileiros nos últimos 6 anos

Parabéns INTER! Dos 10 maiores fiascos, 3 são colorados!

10. Internacional 0x2 Mazembe - Mundial de Clubes 2010

Mazembe
Com a conquista da Libertadores, o Inter conseguiu vaga para o Mundial de Clubes e a estreia do Colorado foi contra o até então desconhecido Mazembe. A zebra passeou pelos gramados. Os africanos venceram o jogo por 2 a 0 e passaram para a final.

9. Tolima 2x0 Corinthians - Pré-Libertadores 2011

Tolima
​Com o empate sem gols no primeiro jogo aqui no Brasil, o Corinthians foi até a Colômbia em busca de uma vitória simples ou um empate com gols, mas não foi isso que aconteceu. O Tolima não tomou conhecimento do adversário, venceu o jogo e se classificou para a fase de grupos.

8. Cruzeiro 6x1 Atlético Mineiro - Brasileirão Série A 2011

Cruzeiro 6x1 Atlético Mineiro - Brasileirão Série A 2011
​O clássico mineiro valia pela última rodada do Brasileirão 2011 e o Galo tinha a chance de rebaixar seu maior rival. Pela combinação dos resultados, bastava uma simples vitória atleticana, mas foi o Cruzeiro quem atropelou e se salvou do descenso.

7. Mirassol 6x2 Palmeiras - Paulistão 2013

Mirassol
​Jogo contra um time do interior com investimento muito menor que o seu parece ser fácil, né? Não! No Paulistão de 2013, o Palmeiras foi até Mirassol e levou uma goleada histórica, que é sempre lembrada pelos torcedores rivais em discussões.

6. Barcelona 8x0 Santos - Troféu Joan Gamper 2013

Barcelona
​O jogo não valia muita coisa, era apenas um torneio amistoso, mas não foi uma simples vitória do Barça, foi um massacre. O Santos passava por um processo de reformulação após a saída de seu melhor jogador, Neymar, para o próprio Barcelona e não conseguiu segurar os espanhóis.

5. Raja Casablanca 3x1 Atlético Mineiro - Mundial de Clubes 2013

Raja
​O Atlético, que havia vencido a Libertadores de 2013, foi ao Mundial do Marrocos cheio de confiança, já planejando o jogo da final contra o Bayern de Munique. Torcedores fizeram ''loucuras'' para acompanhar o Galo no torneio e o que viram foi uma vitória histórica do Raja.

4. Vasco 0x5 Avaí - Brasileirão Série B 2014

Avaí
​O Vasco não vivia um bom momento, estava disputando pela segunda vez em sua história a segunda divisão do Brasileirão. Recebeu o Avaí em São Januário e o resultado foi mais do que surpreendente, 5 a 0 para o time catarinense. 

3. Goiás 6x0 Palmeiras - Brasileirão Série A 2014 

Goiás
​O Palmeiras não vivia um bom momento no campeonato, era o 18º colocado na tabela, e foi até o Serra Dourada enfrentar seu carrasco Goiás. O Esmeraldino foi para cima e aplicou uma goleada marcante sobre o alviverde paulista, que terminou a rodada na lanterna.

2. Chapecoense 5x0 Inter - Brasileirão Série A 2014

Chapecoense
​O Inter, que estava no G4 vivendo um bom momento no campeonato, foi até Chapecó enfrentar uma das sensações do campeonato, a estreante Chapecoense, e voltou de lá com uma sacola de gols. O resultado foi surpreendente pela diferença dos elencos.

1. Grêmio 5x0 Internacional - Brasileirão Série A 2015

Grêmio
​Dias antes do grenal, o Inter foi eliminado de forma desastrosa da Libertadores pelo Tigres do México e demitiu seu treinador após a derrota. O time foi para o clássico abatido e o que se viu em campo foi um passeio gremista.

Champions das américas


Um torneio entre 64 clubes disputado pelas Américas do Sul, Central e do Norte. Um torneio para bater de frente com a Champions League e movimentar cerca de R$ 2 bilhões.
Este é o sonho do empresário italiano Riccardo Silva, co-fundador da MP & Silva, empresa detentora de direitos de transmissão de grandes eventos, que planeja criar uma competição revolucionária, que multiplicaria por cinco o rendimento anual da Concacaf Champions League e da Copa Libertadores somadas.
"A possibilidade de termos times dos Estados Unidos competindo contra alguns dos melhores times do Brasil e Argentina pode ajudar a elevar a qualidade do jogo a um patamar bem alto", disse o empresário ao jornalSports Business Daily.
"As Américas também têm uma população 30% maior que a Europa, o que mostra o potencial comercial da ideia", completou.
Apesar dos números e planos apresentados, a competição ainda não tem previsão para sair do papel. Entretato, Silva afirmou que a sua empresa já se encontrou e ouviu pedidos de grandes clubes da América do Sul, dentre eles o Flamengo e o Corinthians.
Para planejar futuros encontros com representates das ligas dos Estados Unidos e também do México, o ex-comissário da NFL, Paul Tagliabue, foi recrutado para assessorar o projeto. Cartola do futebol americano entre 1989 e 2006, Tagliabue considera o momento bom para uma ideia como esta. 
"A ideia dos melhores clubes do futebol norte-americano competirem contra os sul-americanos vem no exato momento em que o futebol cresce fortemente no mercado dos Estados Unidos", disse.
"O futebol do continente é conhecido por sua tradição e grande legião de torcedores, mas uma liga sólida para unir o grande jogo das Américas não existia até agora".
Os recentes escândalos que atingiram os dirigentes da Conmebol e da Concacaf não desencorajam Riccardo Silva. Ao invés de ver tudo isso como um problema, ele acredita que sua ideia se faz ainda mais necessária.
"Se os times querem jogar uma competição e as emissoras querem transmitir isso, eu não vejo razão para alguém barrar. É claro, tudo precisa estar em seu lugar e tudo precisa funcionar para todo mundo, mas se você olhar as oportunidades que isso pode criar para todas as partes envolvidas, isso faz todo sentido", afirma Silva, que ainda diz acreditar que o torneio pode mudar radicalmente o esporte em todo o continente.
"Quando você vê o dinheiro que pode estar envolvido e o que isso vai render aos clubes, nós acreditamos que esta pode ser uma reviravolta para o futebol no continente", finalizou.

Mapa das curtidas dos times do Brasil no Facebook


quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Paulão "Garrincha" e as vaias "desnecessárias"


"Não era necessário", diz Paulão sobre vaias da torcida

Assim que o árbitro apitou o fim de jogo entre Inter e Palmeiras, no Beira-Rio, a torcida tratou de mostrar seu descontentamento com o empate em 1 a 1. O time de Argel saiu na frente com Alex, mas Rafael Marques marcou para o Palmeiras, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Após a partida, o zagueiro Paulão admitiu que o elenco se entristeceu com as vaias ouvidas no estádio.

— A gente fica triste pelo sentimento dos outros. Não sei se a vaia foi comigo, mas acho que não era necessário — apontou.

— É complicado a gente falar, porque o futebol é daquele jeito. Estamos vivos dentro da competição (Copa do Brasil), estamos vivos dentro do Brasileiro. A torcida não sei se só espera que o Inter ganhe, ganhe e ganhe. A gente não joga só. Do outro lado tem uma equipe de qualidade. Claro que a gente quer vencer, desde o primeiro segundo até o último. Não sou eu que vou chegar aqui e falar do torcedor. Só peço que o torcedor nos apoie.


Argel e o "Ataliba"


Argel encara torcedor após empate e diz que era um "conhecido". Mesmo que tenha se dito "orgulhoso" pelo desempenho do Inter no empate em 1 a 1 com o Palmeiras, nesta quarta-feira, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, Argel deu sinal de certo descontentamento pelo resultado, ao deixar o gramado do Beira-Rio. Em meio a vaias da torcida, o treinador interrompeu seu trajeto rumo ao vestiário para fitar os torcedores na arquibancada 

A imagem foi registrada pelo cinegrafista da RBS TV Ênio Rosa. Em meio ao trajeto rumo ao vestiário colorado, Argel para e olha fixamente para a arquibancada do Beira-Rio, logo na entrada do túnel de acesso à zona mista do Beira-Rio. Em seguida, dá sequência ao caminho, sem falar com ninguém ou esboçar reações.

Questionado sobre o episódio na entrevista coletiva após a partida, o treinador negou que tenha encarado a torcida devido às vaias pelo empate. De acordo com Argel, teria apenas parado para saudar um amigo acomodado no anel inferior do estádio.

- Não (foi encarada). É meu amigo, só isso. Você viu eu falar alguma coisa? Eu só olhei. era um amigo meu, um conhecido meu. O Ataliba - disse o treinador.

Se o técnico negou que tenha guardado mágoas da torcida, seus comandados Paulão e Vitinho ficaram na bronca pelas manifestações dos torcedores após a partida. Os atletas até falaram em falta de respeito de parte dos fãs.


Dica da Hamburgueria 1903 para o Fred


Bonde sem freio do #pokoPika

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Os times brasileiros com as maiores dívidas

Os times brasileiros com as maiores dívidas Itaú apontou o nível de endividamento dos clubes do futebol brasileiro. Foram levados em conta impostos, custos operacionais e dívida bancária.
​Confira aqui a lista dos mais endividados:

10. Santos R$ 262 milhões

09. São Paulo R$ 272 milhões

08. Corinthians R$ 288 milhões

 

07. Internacional R$ 296 milhões

06. Atlético-MG R$ 378 milhões

05. Fluminense R$ 391 milhões

04. Atlético-PR R$ 496 milhões

03. Vasco R$ - 523 milhões ​

02. Botafogo - R$ 624 milhões ​

    













01. Flamengo - R$ 625 milhões

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

O que a americana AEG quer fazer na Arena



Gestora de uma rede de 120 arenas, localizada em cinco continentes, a Anschutz Entertainment Group (AEG) namora a Arena tricolor. O Grêmio sabe e gosta. Liberou a aproximação, um estudo preliminar, mas não existe contrato ou pré-contrato assinado entre as partes. O clube sabe que não conseguirá tocar o seu estádio padrão europeu sozinho. Precisará de uma parceira com grande experiência no negócio. Se não for a gigante norte-americana, será outra.

O que a AEG oferece ao Grêmio é a gestão do conteúdo da Arena. Cuidará, por exemplo, de shows, grandes, médios e pequenos, da venda do direito de nome (naming right) – algo complicado devido à crise do país –, da publicidade interna e externa, da locação de alguns camarotes, dos estacionamentos e do aluguel de salas.

O clube comandaria o estádio em dias de jogo – a organização é sua –, dos sócios, da marca, dos produtos licenciados de patrocinadores. Há uma divisão clara entre as funções de cada um. O Grêmio teria 36 datas para partidas oficiais em cada temporada

O que o Grêmio deseja também é aprender com a experiência mundial da AEG ou de outra empresa do ramo. Pedir que o parceiro ensine como comandar um estádio e gerar dividendos. Que ofereça uma visão de multiuso do espaço, desde a venda de placas na beira do gramado até a criação de um shopping center no interior da Arena.

Assim, depois de um aprendizado, o clube garantiria a gestão do seu estádio num futuro próximo.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Dívidas em moeda estrangeira preocupam o Inter


A direção do Internacional está preocupada com a valorização do Dólar e do Euro nos últimos meses. Com diversas dívidas nas duas moedas extrangeiras a direção está muito receosa com o alto valor que a moeda tem ganhado nos últimos meses.

Com o Dólar custando $ 3,84 e o Euro, em R$ 4,29, as dívidas que o clube tem aumenta a cada inflação da moeda. "O nosso passivo preocupa por causa da variação cambial. Estamos priorizando todas as dívidas que são em moeda estrangeira, para liquidar e tirar isso”, afirmou o vice de finanças do Inter, Pedro Affatato, em entrevista ao programa Estúdio Gaúcha.

Segundo o dirigente, a única forma de evitar que as dívidas aumentem, uma vez que as moedas estão se valorizando cada vez mais, seria quitar as dívidas, já que essa valorização não diz respeito ao clube. “Essa variação não depende de nós, depende do mercado. É uma variação significativa, que tem nos prejudicado e preocupado muito”, completou Affatato.

Pensando nisso, o clube está finalizando os últimos detalhes para acertar um empréstimo de cerca de R$ 50 milhões, outra medida seria negociar jovens jogadores.

domingo, 6 de setembro de 2015

Pacotão do Inter tem revolta de D'Ale, festival de falhas e drama de Geferson



Atuação abaixo do esperado, derrota e distância do G-4. O Inter viveu uma noite digna de ser esquecida neste sábado, no 2 a 0 sofrido diante do São Paulo, no Morumbi, pela 23ª rodada do Brasileirão. Um cenário que, apesar de adverso, rendeu alguns lances curiosos e de destaque, dignos de uma última lembrança antes de dar sequência ao Nacional.

Muriel, por exemplo, foi bem ao fazer milagre em chute de Rogério, logo aos quatro minutos de partida. O atacante rival, estreante na partida, por sinal, infernizou os colorados. Além de anotar o gol que abriu caminho para a vitória paulista, ainda aprontou para cima de Geferson que, deslocou o ombro e precisou ser substituído. Assim como o primeiro, o segundo tento do São Paulo, de Michel Bastos, também foi construído em erro da defensa. Por falar em falha, Valdívia escorregou ao partir para cobrança de escanteio. Não à toa, D'Alessandro se irritou ao final da partida, com os gritos de "olé" dos são paulinos nas arquibancadas.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Beberam??? Grêmio rejeita emprestar Mamute ao Bologna, da Itália


Proposta oficial chegou, mas clube gaúcho decidiu recusar

O Grêmio perdeu o zagueiro Rhodolfo na janela de transferências para o futebol europeu, mas podia ter perdido mais. O principal alvo no clube gaúcho era o atacante Yuri Mamute, que tinha proposta do Bologna, da Itália.

Os italianos fizeram uma proposta de empréstimo pelo atacante de 20 anos, mas o Tricolor decidiu rejeitar. A oferta não agradou o Grêmio. O clube brasileiro não revelou os valores, mas era uma proposta em dinheiro por um ano de empréstimo sem possibilidade de compra futura.

Mamute está de volta aos treinos no clube após sofrer uma lesão no tornozelo esquerdo. Ele, inclusive, deve ser relacionado para o jogo contra o Figueirense, nesta quinta-feira, pelo Brasileirão.

HAMBURGUERIA 1903 amplia fronteiras e abre unidade em São Paulo



Em dezembro o Grêmio estará ainda mais próximo dos torcedores que residem em São Paulo. A Hamburgueria 1903, rede de fastfood oficial do Tricolor, abrirá sua unidade no Faria Lima Food Plaza, o primeiro container mall de alimentação do Brasil. A operação também será a primeira da rede, no formato express. Este novo formato, compacto, terá área total de 90m², sendo 20m² somente de container, e 70m² de deck que irá compor a área de convivência e alimentação da nova loja. “São Paulo, além do aspecto relacional, pelo grande contingente de gaúchos e gremistas, torna a Hamburgueria, nesse contexto, um importante elemento estratégico para a exposição e a consolidação da marca do Clube no cenário nacional,” afirma o executivo de marketing do Grêmio, Beto Carvalho. A novidade estará disponível para potenciais franqueados em todo o Brasil, com investimento a partir de R$ 200 mil. A previsão, segundo a SportFood Licenciamento e Franchising, empresa parceira do Clube e responsável pela gestão das franquias, é de que até o final do ano, sejam definidas mais 5 unidades para franqueados. Interessados poderão obter mais informações por meio do site da Sportfood (www.sportfood.com.br), ou pelo e-mail franquias@sportfood.com.br.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Sem perder atletas, Grêmio lucra R$ 4,5 milhões na janela



Romildo Bolzan Jr. manteve a promessa. O presidente não se desfez de ninguém na janela de transferências encerrada entre segunda-feira — na Espanha, Itália, Alemanha, França, Holanda, Turquia e Rússia — e essa terça-feira — na Inglaterra e Ucrânia — na maioria dos países europeus. Não significa, no entanto, que o cofre gremista tenha passado vazio pelo período. Pelo direito de formação, o clube irá lucrar 1,1 milhão de euros, cerca de R$ 4,5 milhões, com negociações.

Com a venda do Shakhtar Donetsk para o Bayern de Munique por 30 milhões de euros, Douglas Costa representa mais de 70% desta quantia. O contato está avançado com os alemães, e o pagamento deve ocorrer nos próximos dias. Ainda existe uma divergência de pouco mais de 100 mil euros, entre os 800 mil euros no entendimento do Grêmio e em torno de 680 mil euros na análise da nova equipe do meia-atacante. Os R$ 3,3 milhões representam mais de dois terços da folha salarial atual, já com encargos e direitos de imagem.

A saída do volante Fernando também do time ucraniano para a Sampdoria por 8 milhões de euros significa quase a totalidade dos outros 30%. Assim como com o Bayern, o jurídico já trocou e-mails com os italianos e a tratativa também está avançada. O Tricolor tem a receber pouco menos de 300 mil euros, e a quantia também deve reforçar o caixa gremista logo. 

No último dia de transferências no continente europeu, as janelas italiana e francesa revelaram mais duas transações vantajosas para o clube — mesmo que não sejam grandes valores. Alex Telles foi emprestado do Galatasaray para a Inter de Milão por 1,5 milhão de euros. O Grêmio tem direito a 0,56% por um ano e um mês que o lateral passou em Porto Alegre, equivalente a 8,4 mil euros. O preço para a compra definitiva é de 8,5 milhões de euros, o que pode render mais 47,6 mil euros.

O outro é o zagueiro Pablo, que passou pelo clube em 2012, vindo do Ceará. O Bordeaux pagou a multa rescisória de 2 milhões de euros para levar o jogador da Ponte Preta, segundo noticiou a imprensa francesa na segunda-feira. Pela temporada dele no Rio Grande do Sul, o Tricolor recebe 0,5% pelo direito de formador estipulado pela Fifa. A porcentagem equivale a 10 mil euros.

Custo mensal da Arena será de R$ 2 milhões


A compra da gestão da Arena terá um custo mensal de R$ 2 milhões. Este é o valor que será pago pelo Grêmio no acordo que pode ser acertado hoje, em São Paulo, em uma reunião convocada pelos três bancos — Banco do Brasil, Santander e Banrisul — que forneceram o financiamento do BNDES.

Como paga R$ 1,5 milhão todo mês para abrigar os sócios no estádio, a despesa considerada é de R$ 500 mil. Em compensação, o clube passará a ser dono de todas as receitas do estádio, como a bilheteria que hoje é da gestora da Arena, além da projeção de ampliação do quadro social.

O dinheiro será repassado diretamente aos bancos. Como a prestação atual do financiamento é maior, a sua quitação terminará em um tempo um pouco maior, ao invés de ser em 2022 como era a previsão. Depois de paga, a prestação mensal cai para R$ 1,5 milhão e irá para a OAS. O prazo total é de 20 anos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...