segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Em 2018 vamos de Banguzinho no Brasileirão, Copa do Brasil passa a valer prêmio de até R$ 68 milhões


Com o novo contrato assinado para o período entre 2018 e 2022 abrangendo todas as suas mídia, a competição terá a partir de agora a maior premiação de sua história e também do futebol sul-americano: se passar por todas as fases, o seu campeão pode faturar até R$ 68,7 milhões, inclusive, mais do que o Brasileiro, que pagou R$ 17 milhões nesta temporada.

Serão R$ 50 milhões destinados ao vencedor, outros R$ 20 milhões ao vice-campeão, R$ 8 milhões aos clubes semifinalistas, além de R$ 4 milhões pela participação nas quartas de final.

Ao contrário do que acontece na Série A, a CBF é a encarregada por fechar os acordos na Copa do Brasil e não os clubes.

O mesmo modelo se repete também na Série B.

"É um acordo histórico que valoriza muito a competição, em especial a participação dos clubes, que receberão cotas e premiações recordes em termos de América do Sul. O valor contratado alcança a expressiva marca de R$ 2,5 milhões, em média, por partida realizada. O montante que será pago ao campeão, por exemplo, pode equivaler a mais de um terço da receita anual de 14 dos 20 clubes da Série A do Brasileirão", explica, Rogério Caboclo, diretor executivo da CBF.

O Grêmio é o atual campeão da Copa do Brasil, que teve o seu formato modificado para o ano que vem, com as primeiras duas fases com partida única e a sua decisão sendo realizada em outubro.

As novas cifras entram em vigor em 2018.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...